Follow by Email

sábado, 4 de julho de 2015



Professor, é o que de melhor uma sociedade justa e 
igualitária pode ter, não o trate com desdem.  

Professor não deve ser tratado como um governador ou 
deputado qualquer.

Professor é digno de seu trabalho, se preparou sem que 
houvesse nenhuma propina.

Professor defende os reais interesses da sociedade a 
educação com qualidade.

Não somos castrados, não nos rendemos a polititica de 
sórdidos e mentirosos, que decretam seus próprios 
salários.

Sou professor, como dignidade e respeito, com meu 
exemplo de liberdade, ensino com dedicação e não 
curvarei minha dignidade com medo.

Inquestionável é a ética por ser dever de todos ao ser 
forjado o caráter.



STF exige pagamento de salário a professores grevistas de SP

    APÓS UMA GREVE DE 90 DIAS, ONDE FOMOS HUMILHADOS PELO GOVERNADOR DO ESTADO GERALDO ALKMIN
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Ricardo Lewandowski, determinou nesta quinta-feira, o pagamento dos dias parados aos professores da rede pública estadual de São Paulo, que ficaram três meses em greve e retomaram ao trabalho em junho.
A decisão suspende liminar do ministro Francisco Falcão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), instância inferior do Judiciário, que autorizou o desconto dos dias parados. O presidente do Supremo entendeu que o tema envolve questão constitucional e não poderia ser decidido pelo STJ. Além disso, Lewandowski admitiu que a falta do pagamento pode comprometer a subsistência dos servidores e de seus familiares.
Em nota, a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) informou que ainda não foi notificada da decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal. O órgão ressaltou que em decisões recentes, ministros do próprio STF autorizaram o desconto de dias parados dos professores grevistas.
A Procuradoria-Geral citou decisão anterior, da ministra Carmen Lúcia, que autorizava o corte de ponto dos servidores. O parecer estabelecia “os salários dos dias de paralisação não deverão ser pagos, salvo em caso em que a paralisação tenha sido provocada justamente por atraso de pagamento”.
A presidenta do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (APEOESP), Maria Izabel Azevedo Noronha, disse que os educadores receberam a decisão com o sentimento de que a justiça foi feita. “Foram os professores que fizeram a greve, mas houve intransigência do governo em todas as perspectivas. E ainda descontaram os dias parados. Agora, todos nós que fizemos a greve vamos poder repor [as aulas]”, contou.


Inquestionável é a ética, por ser ela o 

dever de todos ao ser forjado o caráter.



Prof. Helio Ramos de Oliveira

www.educarhelio.blogspot.com 

Um dia entenderemos o teor desta nossa conversa sobre 

educação.

Que seja breve este dia, pois pode também ser nunca.


Prof. Hélio Ramos de Oliveira



Formação de professores é distante da realidade dentro da sala de aula, aponta estudo

03 de julho de 2015
Documento do movimento Todos Pela Educação mostra deficiências no setor

Fonte: O Globo (RJ)
http://jorgewerthein.blogspot.com.br/2015/07/formacao-de-professores-e-distante-da.html?spref=tw&m=1



Resultados preliminares de um estudo divulgado nesta quinta-feira apontam que há uma grande distância entre a formação dos professores brasileiros e a realidade vivida dentro das salas de aula.
Comandado pelo professor e pesquisador em administração pública e governo da Fundação Getulio Vargas (FGV), Fernando Abrucio, a pesquisa diz que é preciso melhorar três pontos, chamado tripé de formação dos professores: relação entre as universidades, as redes de ensino e as escolas e a profissionalização da docência.
O estudo analisou 72 textos de revisão bibliográfica da área, entre artigos, capítulos, livros, dissertações e teses, primordialmente estudos sobre a realidade nacional.
— Nós temos que ver mais claramente que professor é uma atividade profissional e para isso existem técnicas e instrumentos. Esse debate ocorre em todo mundo e no Brasil ainda caminha lentamente. É preciso fortalecer as disciplinas vinculadas à didática e metodologia, é preciso que essas disciplinas se fortaleçam também nos diversos campos de saber e é preciso fazer com que essas metodologias dialoguem com a realidade. Não faz sentido a discussão entre separação de teoria e prática, que muitas vezes aparece na bibliografia. O que corre é que as teorias hoje sobre atuação dos professores no Brasil pouco dialogam com a atuação empírica dos próprios professores — explicou Abrucio, em videoconferência no lançamento do relatório do movimento Todos Pela Educação (TPE).

O estudo faz parte do relatório “De Olho nas Metas 2013-2014” divulgado hoje. Conforme divulgado pelo GLOBO, os dados mostram que o Brasil não atingiu quatro das cinco metas de educação.
— É preciso olhar paro o percurso todo da educação e propor para cada etapa uma politica publica especifica — afirmou Alejandra Meraz Velasco, coordenadora-geral do TPE.
Abrucio aponta ainda que a pequena produção sobre a metodologia de ensino representa o lugar secundário que a área da didá tica tem nas grades curriculares dos cursos de pedagogia e nas licenciaturas. “Como afirmado nas entrevistas, tanto em termos de ensino como de investigação, a reflexão dos estudiosos sobre educação no Brasil, especial -mente na pedagogia, ‘concentra-se mais no o quê ensinar do que no como ensinar’”, ressalta um trecho da pesquisa.

domingo, 21 de junho de 2015


INOVAR É EDUCAR

ÓTIMA IDEIA

TRABALHO COM BLOG NA SALA DE INFORMATICA É MUITO PROVEITOSO.

Ao cobrar a competência leitora e escritora de uma criança, devemos olhar para si, e ver se estamos em dia com nossas competências.

Quando da afirmação!

Não ter domínio do ambiente virtual.

És também um analfabeto?

Pense!

EDUCAÇÃO É APRENDIZAGEM.



segunda-feira, 4 de maio de 2015


PROFESSOR e professor

Professor formado com um livro, ele só faz balbuciar ideologias e se esconde quando é preciso tomar decisões.
Qual o aprendizado?
Ao ser indagado, diz que é para garantir os dias letivos, mas aproveitam para não dar a aula a qual se propôs e dizer para que deixem os outros lutem por todos.
Assemelha-se a seca, quando os abutres se alimentam das carcaças dos que lutaram para garantir uma vida melhor.
Este professor ensina como ficar alheio a realidade da vida, ele apenas faz cumprir uma demanda de hora/aula, que segundo ele é necessária para que haja aprendizagem dos conteúdos, ele acredita ser necessário para formar um cidadão que não exercita seus direitos nem sua dignidade ele trabalha frequentando a escola.
Os professores que dedicam sua vida investiram recursos financeiros, sua juventude, se esmeraram em seus professores e empreenderam.
Foi uma longa caminhada para estarem aptos e terem condições de ensinar a universalidade dos conhecimentos com diversidade de olhares sobre os fatos.
Os professores que estão em greve possuem nível superior, merecem ser remunerado dignamente de acordo com os demais profissionais de nível superior.
HOJE UM PROFESSOR GANHA MENOS QUE UM PEDINTE DE RUA.
A sociedade tem dó do miserável professor, pois ele trabalha o mês todo, mas qual é a vantagem de ter trabalhado o mês todo?
O pobre professor estar na mesma condição de todos os que não trabalharam por estarem em greve, cheio de necessidades sem ter a mínima condição financeira para sanar suas dividas e ou suprir as necessidades para se aprimorar na profissão.
É este o ensinamento proposto por estes professores que perderam sua dignidade?
Os PROFESSORES QUE ESTÃO EM GREVE, também tem suas dívidas financeiras, mas estes PROFESSORES EM GREVE, não terá nenhuma dívida de dignidade, pois estão na luta de peito aberto e cobertos de razão.
Ter contas pra pagar, todos temos.
Quero ver ter a coragem, pra dizer basta a está hipocrisia e para de lamentar, sem nunca ter tomado os rumos de sua vida em suas mãos.
A maior glória sempre será a de poder olhar nos olhos dos meus, com orgulho e dignidade, por ter ido a luta pelo que acredito, por que eu sempre saberei que é justo e de direito o salario digno de um PROFESSOR.
O PROFESSOR nunca poderá se acovardar e aceitar a educação como está não é nem nunca será a aula inaugural de nenhum PROFESSOR.
É professor quem leu tantos livros, mas que não aprendeu nada com eles?
PROFESSOR

POR ISSO ESTAMOS EM GREVE

A derrota ou a glória está na luta pelo ideal.

Prof. Hélio Ramos de Oliveira

domingo, 12 de abril de 2015


PROFESSOR , O que é Direito?

É ser professor
É direito ser respeitado em seu viver
É direito aprender com sabedoria das lutas por seus direitos
É direito saber que poucos podem ser muitos quando é de
direito o que se almeja
É direito representar seus colegas para que os direitos
coletivos sejam atendidos
É direito ser sociedade quando as conquistas são sociais
É direito ser direito e ao sê-lo, acreditar nas virtudes dos que
por direito se manifestam
É o direito que faz a manifestação de uma greve por direitos
aos quais temos direito
É direito o trabalho digno e a remuneração digna
É direito atender sua família e alegrar-se de suas conquistas
É de direito a dignidade de ensinar e ser professor
É Direito, pois quem está na luta é o professor


Hélio Ramos de Oliveira


Ser professor é ser direito.

Ao ensinar somos justos e verdadeiros
Sabemos que as lutas são individuais, mas que as batalhas são de
todos.
O cinismo desmotiva, fere a alma, invade o ser em sua plenitude.
Somos professores, assim formamos uma categoria de
profissionais, um a um, mas muitos não veem como parte deste
todo.
Existe uma angustia e uma pergunta que nunca cala.
Será que escolhi a profissão certa?
Sim!
Foi assertiva sua escolha professor, pois para ser professor é
preciso ser digno de sua verdade.
Professor derivação de profeta. Aquele que inspira um futuro
Nosso pífio governante, baseia-se na mentira ao mencionar o
professor.
É triste estar em um estado de direito e estar sem direito algum.
Um país onde a educação é tratada com desdém e mentiras, o
professor necessita de um emprego complementar para conseguir
viver e convive com a violência instaurada nas escolas colocando
as escolas do Brasil como as violentas do mundo.
Estamos num fronte de batalha, desarmados, sozinhos e mal
pago,  nosso inimigo esta por todas as partes, mas a o nosso algoz
esta no poder.
OS. PROFESSOR TEM NÍVEL SUPERIOR E POR SER SUPERIOR EM SUA FORMAÇÃO, DEVE REIVINDICAR SEUS DIREITO MOSTRANDO SUA VERDADE.
GREVE é uma interrupção voluntária e continuada do trabalho, combinada e realizada por uma coalizão de operários, funcionários etc., pertencentes a uma ou a diversas empresas congêneres.
A greve é uma forma de protesto do trabalhador, a fim de forçar o patronato ao atendimento de suas reivindicações, sejam elas com o propósito de aumento de salário, de benefícios ou qualquer outra cobrança, para melhoria nas condições que entendam prejudiciais aos seus interesses.


Prof. Hélio Ramos de Oliveira

segunda-feira, 6 de abril de 2015


A NOVELA DO GOVERNADOR
PROFESSORES X GOVERNO

Sou PROFESSOR e junto com o governador, somos protagonistas
em uma novela promovida pelo Governo do Estado de São Paulo.
CONVITE
Sociedade paulista, esta novela é feita com o menor custo
orçamentário, já visto na história deste país.

PROFESSORES X Governo

Um professor nunca poderá praticar atos de corrupção
Pois em sua formação é de nível superior, e ele é superior,
Um governante é eleito e nunca saberemos de seus atos
Um professor não aumentaria seu salário, pois não é dado a ele
esta condição e nem mesmo o dissidio como as demais categorias
profissionais, e os políticos que não são profissionais, são eleitos a
cargos determinam seus salários
Um professor sempre auxilia seus alunos em suas carências,
quaisquer que sejam mesmo as financeiras.
Um governador, os deputados, vereadores, senadores, a presidente
e prefeitos, estes aumentam seus próprios salários em montantes
inimagináveis
Um professor educa com seu exemplo límpido e ilibado, ele
transforma o ser humano em um cidadão para que exerçam sua
função social de justiça e amor ao próximo
Um politico “governador” exerce sua função e esta função que
ninguém sabe bem  qual é além dos processos de corrupção, que
aparecem como seus exemplos
No Estado de São Paulo os professores, são considerados como a
escória de nossa sociedade
É vil e doentia como a sociedade na figura de seu governador trata
a educação neste estado e até no país que vivemos este brasil.
Um professor não tem a dignidade de almoçar, ele come algo
Um político banqueteia em um palácio
Um professor olha nos olhos de seus alunos que anseiam esmerar-
se em seus exemplos, mas nunca em seguir seus passos, pois é
doloroso e economicamente vergonhoso.

Nesta semana, anunciei para meus alunos uma oportunidade de emprego de nível médio no Metro de SP, com salario maior do que o meu de professor, tenho nível superior, pós-graduação e outras experiências, seria vergonhoso para mim, mas não meu aluno, disse pra eu ter orgulho, porque a vergonha é do ator principal desta novela chamada “Professores X Governador”, todos sabemos quem são os mocinhos e quem são os bandidos.

Este é o anuncio
Metrô de SP abre concurso com vagas de nível médio
Salário + benefícios
A remuneração oferecida pelo Metrô para a função de agente de segurança metroviário é de R$ 2.338,43 por mês para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais, com turnos iniciando a partir das 4h e terminando até à 1h, até dia 11 de maio 2015.

Este é o salário de um professor no estado de São Paulo 2014
R$ 2.415,89 lembrando que não temos dissídio como as demais categorias
Esta novela acontece à muito tempo e precisa acabar.
A sociedade é quem perde bilhões com este “Big Brother”, a cada ano que se passa, seus filhos estão sendo eliminados, assim como estão sendo eliminados os PROFESSORES, que desmotivados e doentes nunca deixará de ser dedicado, pois sua vida é a educação de nossa sociedade.
Esta greve é da sociedade em prol do futuro de seus filhos, que representam de fato e efeito a nação brasileira.
Vamos para as ruas apoiar a educação e a dignidade de ensinar.


Prof. Hélio Ramos de Oliveira
www.educarhelio.blogspot.com

domingo, 22 de março de 2015


Greve não deveria ser apenas dos professores

Existe um grave equivoco em acreditar que a greve deve ser dos professores, o maior interessado em melhorar a educação deveria ser a sociedade, pois é ela a maior prejudicada com os desmandos equivocados que faz de nossa educação uma das piores do planeta.
É notório no Brasil, que ser analfabeto é fazer parte de uma maioria o que faz aceitar essa condição. Estar alheio as possibilidades existentes no mundo não interfere nas conquistas, mesmo que limitadas, são conquistas que elevam a aceitação de que estudar não é assim tão importante.
Existe um pensar que faz acreditar que por ter alcançado o nível superior, esta já é uma conquista, pois seus pais não tiveram essa possibilidade é simplista aceitar essa condição como conquista, ela deve ser uma oportunidade que um país, necessita prover para a sociedade.
Quando os professores se prontificam a entrar em greve é que as condições oferecidas aos alunos e a eles mesmos estão com uma carga muito grande sobre a realidade que vive a escola.
Aos políticos existe apenas um custo e o interesse em se promover para as próximas eleições, mas para os profissionais da educação compromissados com o desenvolvimento de uma sociedade é sabido, que os moldes que balizam a proposta educacional, estão equivocados e que a pseudo-autonomia dada as unidades educacionais, não se ajusta a realidade em que vive a educação brasileira.
Nossos políticos educam com seu exemplo corrupto e inescrupuloso, e isso faz com que a sociedade desacredite no modelo de justiça e ordem, a violência se espalha pela juventude, o ilícito começa a ser a regra, os responsáveis não mais se responsabilizam deixando para que a escola responda pelos atos ocorridos em seus corredores e até no seu entorno, ou seja, a carga de responsabilidades seja gigantesca e o que ensinam com base de justiça seja ridicularizado e quando um professor que ouve de um aluno, que ele recebe mais sendo do crime, que o professor que ganha pouco e nunca terá nada além de ser ridicularizado pelo governador.
Aqui em São Paulo, nosso governador que foi eleito em primeiro turno, cortou verbas da educação, chamou a manifestação de greve dos professores de novela.
Uma associação de professores partidarizada com interesses espúrios que não representa as reais necessidades dos professores.
Um professor que não se sente parte da sociedade e esta cansado, e para conseguir manter-se economicamente em sua escolha que é o magistério necessita de trabalhar em dois cargos.
O governo entende e ao invés de melhorar o salario do professor para que melhore a qualidade do ensino ele governo massacra o professor oferecendo dois cargos e nenhuma melhoria para que ele possa melhorar seus conhecimentos e assim consecutivamente as aulas, o professor é um ser maldito tanto pelo estado, como pela sociedade e por incrível que pareça pelo próprio professor, isso acontece pelo desespero constante que o professor vive para exercer sua profissão com orgulho e mérito.
Dia deste, ouvimos um jornalista falar com propriedade sobre a realidade que o professor do estado de São Paulo vive e logo foi aclamado como um salvador, pois nem mesmo a mídia que deveria estar próxima da educação se mantem omissa.
Muitos balbuciam melhorias para a educação e muitos ganham, com estas condições vergonhosas.
A greve deve ser da sociedade, em cobrar do governo, que faz com que a novela, seja repetida sem que ele tome a providencia em melhorar as condições dos professores e assim da sociedade.
O professor não é um profissional qualquer, ele requer cuidados, pois com ele países conseguiram excelentes resultados, mas sem ele o caos de uma sociedade é iminente.



Prof. Hélio Ramos de Oliveira - 2015

sábado, 21 de fevereiro de 2015


EDUCAIXÃO BRASILEIRA

AS ESCOLAS CAQUÉTICAS CONTRIBUI MUITO PRA QUE ESTAS AVALIAÇÕES SEM SENTIDO ACONTEÇAM. 

É SIMPLES RESOLVER A EDUCAÇÃO.

VAMOS FAZER UMA AVALIAÇÃO!



ESCOLA
PENSE GLOBALMENTE ATUE LOCALMENTE
"Mas é preciso ter força,
É preciso ter raça
É preciso ter gana sempre"
Trecho da musica Maria Maria - Milton Nascimento

Muitas ideias que poderiam fazer a diferença são minimizadas por pura falta de conhecimento ou incapacidade. Existe um pensamento de um coletivo que sempre procura transformar a escola em um minimo de ações, para que os objetivos sejam alcançados e assim podem ser palpáveis, mensurados ou coisa assim.
Por que?
A escola em sua verdade existencial é o caminho para que as ideias se dissipem para a sociedade que espera dela soluções em todas as suas faculdades, é simplista discutir o que vai ser feito pelos entes sem que o mestre não se posicione de forma global, o conhecimento é a ferramenta do mestre e a luz de seus discípulos.
As discussões merecem acontecer para aguçar e até mesmo desafiar a astucia, vive-se o estado minimo do conhecimento e isso é monótono tornando a escola sem luz. Professores com tantas potencialidades a serem desenvolvidas se anulam por não acreditar e ser desacreditado. 
vivemos em um mundo repleto de conhecimento e recursos tecnológicos que são execrados, pelo simples fato de não se ter o domínio e muito menos interesse em aprender por parte de alguns, as artes se apresentam em uma censura ou falta de conhecimento, falta conhecimento para que as ações aconteçam. estamos a cada dia anulando o papel da escola,
Ficar assustado com a interpelação de um menino que quer saber sobre mitocôndria estando ele com 10 anos pode ser assustador, mas é o assunto pelo qual ele tem curiosidade, sua necessidade em ser atendida, a verdade é que colocamos obstáculos para minimizar o conhecimento e tronar mais simples ou até fácil.
Segregar o conhecimento é muito mais fácil e simplista.
A escola deve ser um oásis para dessedentação dos prazeres em saber, os mestres sempre avido em discursar, divagar, confabular... 
Ser objetivo ao ser um compendio de conhecimento que edifica uma razão possível de ser provada, discutida, entendida, aguçada, desacreditada levando ao pensar...
Estamos em um estado minimo de conhecimento e sabedorias esta é a escola, onde ficar diante de uma criança com habilidades desconhecidas para seus mestres a tornam reféns do mórbido e da antiquada escola com paredes que limitam e faz do sofrimento seu legado.
É preciso voltarmos a Grécia antiga para renovar nossos entendimentos ao mesmo tempo que temos que ser contemporâneos, experimentar e saborear as inovações que esta nova geração pode proporcionar, compartilhar em um mesmo loco os saberes e entendimentos é incluir-se e ser incluído em sua totalidade, ser arte, ciência, filosofia, saberes que devem ser provados sem medo ou modéstia, pois faz do erro a proposta do acerto e das convicções as incertezas que inspiram em desafiar-se propondo sua verdade e assim acontecer.


Prof. Hélio Ramos de Oliveira

UMA IDEIA É SEMPRE UMA LUZ

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/08/130813_lampada_garrafa_gm?ocid=wspor_bra_smc_facebook_ed_fe_Garrafa_ 

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015


Segurança da água em eventos de massa (escolas)

Os riscos patogênicos da falta de ÁGUA na ESCOLA

Sobre a ótica da vigilância da água para consumo humano e eventos de massa no ESP (escolas)

Do ponto de vista da saúde, os eventos de massa potencializam:

·        a circulação de agentes patogênicos; conferem magnitude e transcendência às questões sanitárias;
·        elevam a demanda e expõem vulnerabilidades de infraestruturas, sistemas e serviços;
·        aumentam o potencial de colapso ou alteram a qualidade dos serviços de saneamento e incrementam ameaças à segurança sanitária.

A vigilância de fatores ambientais de risco à saúde associados aos eventos de massa no ESP, enfocando o caso da água para consumo humano e a garantia do seu acesso e consumo seguro.

Do ponto de vista da saúde, os eventos de massa potencializam a circulação de agentes patogênicos; conferem magnitude e transcendência às questões sanitárias; elevam a demanda e expõem vulnerabilidades de infraestruturas, sistemas e serviços; aumentam o potencial de colapso ou alteram a qualidade dos serviços de saneamento e incrementam ameaças à segurança sanitária.

Eventos de massa e riscos sanitários

Para que o princípio da harmonia ou da não imposição dos interesses comerciais sobre as demandas sociais prevaleça é importante que a e alterações dos padrões de potabilidade do produto fomentam riscos de doenças para amplos contingentes populacionais, implicando magnitude e transcendência aos eventos epidemiológicos.

Produto de consumo universal, a água em quantidade e qualidade adequada é fator imprescindível para a manutenção da saúde da e alterações dos padrões de potabilidade da água fomentam riscos de doenças para a sociedade como um todo em amplos contingentes populacionais, implicando a escola com magnitude e transcendência por ser as aulas consideradas eventos com potencial epidemiológicos.

É obrigação do gestor público, dar condições básicas de saúde para toda a comunidade escolar ocorrendo em gravíssima infração colocar em risco a saúde da vida humana.

Direito à saúde / CFB

É um direito social que todos têm de forma individual ou coletiva. Visa promover, proteger e recuperar o bem-estar físico, mental e social da pessoa. É um serviço público a ser ofertado pelo Estado, por meio de ações sociais e/ou econômicas que devem ser, em primeiro lugar, voltadas à prevenção.


Prof. Hélio Ramos de Oliveira

sábado, 3 de janeiro de 2015


TENHO ORGULHO DE SER PROFESSOR.


INDEPENDENTE DO OLHAR DA SOCIEDADE E DE NOSSOS MEDÍOCRES GOVERNANTES, O VALOR DO DINHEIRO QUE DIGNIFICA A DISPOSIÇÃO PARA O TRABALHO DE UM PROFESSOR NÃO É DIGNO.

UMA SOCIEDADE, QUE NÃO ENXERGA O PROFESSOR COMO A ÚNICA PESSOA, CAPAZ DE CONSTRUIR O FUTURO PROSPERO.

ESTARÁ ESTA CONDENADA AO FRACASSO SEM FIM, ESTE QUE JÁ VIVEMOS NO BRASIL.

O PROFESSOR SEMPRE SERÁ A ELITE DE UMA SOCIEDADE JUSTA E IGUALITÁRIA.

E QUANDO NÃO O É, VIVE-SE EM CAOS PERMANENTE DE IDENTIDADE E RESPEITO.

A “ORDEM E O PROGRESSO” DE NOSSA BANDEIRA PARECEM-ME QUE CAIU EM DESUSO, PARECENDO TER SIDO TROCADO, POR “CORRUPÇÃO E SUCESSO”, DEVIDO AOS INÚMEROS EXEMPLOS QUE NOSSOS GOVERNANTES SEMPRE NOS DEMONSTRA.


Prof. Hélio Ramos de Oliveira


A EDUCAÇÃO É UMA PRATICA OSTENSIVA, NÃO UM MILAGRE POLITICO ESCULHAMBADO E ASSISTENCIALISTA.

O DIA EM QUE A ESCOLA, CUMPRIR SUA FUNÇÃO SOCIAL DE ENSINAR OS CONTEÚDOS DAS FACULDADES TECNOCIENTÍFICAS NECESSÁRIAS PARA QUE A EDUCAÇÃO, TRANSFORME O INDIVIDUO COMO UM TODO.

 E ASSIM, As SOCIEDADES ATRAVÉS DE NOSSAS CRIANÇAS, JOVENS E ADULTAS, ESTARÃO APTAS PARA CONSTRUIR UMA SOCIEDADE JUSTA E IGUALITÁRIA.

O BRASIL TRATA DE FORMA IRRESPONSÁVEL A ESCOLA UTILIZANDO-AS COMO ALBERGUES ONDE OS PAIS, DEPOSITAM SEUS FILHOS PARA TRABALHAR. DESTA FORMA, NEGLIGENCIAMOS TODO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM, ALÉM DO DESENVOLVIMENTO INTELECTUAL DO INDIVIDUO EM FORMAÇÃO.

DESDE 1996, CAMINHAMOS PARA A MEDIOCRIDADE DO ENSINO, TIRANDO A RESPONSABILIDADE DA FAMÍLIA EM COBRAR RESULTADOS ESCOLARES DE SEUS ENTES E CRIMINOSAMENTE DEPOSITANDO SOBRE OS PROFESSORES ESTA CARGA GIGANTESCA DE RESPONSABILIDADE, QUE DEVE SER DE TODA, A INCUMBÊNCIA DA FAMÍLIA O QUE FAZ DA ESCOLA HOJE, UM AMBIENTE DOENTIO, INÓSPITO E VIOLENTO.

Prof. Hélio Ramos de Oliveira 

www.educarhelio.blogspot.com