Follow by Email

terça-feira, 26 de novembro de 2013


PROJETO: ROSAS DO CEU - 2013

Uma intervenção no espaço visando à melhoria da qualidade do ar, paisagismo e produção de sombra.

No ano em que o CEU – EMEF – Alvarenga, faz 10 anos, foi plantada uma (01) palmeira juçara, para cada ano.

Iniciamos com o plantio de roseiras e árvores visando o embelezamento e a produção de sombra em espaços utilizados em diversas pratica de forma multidisciplinar.

Em parceria com todos os equipamentos que formam o CEU – Alvarenga, encontramos a comunhão desta ação, que inclui toda a comunidade, alunos, professores, equipes gestoras, ATES, equipe de segurança, equipe de limpeza, e a equipe de jardinagem que atuou diretamente com os alunos, promovendo uma aula em plantar e cuidar das arvores.

Eu, Prof. Hélio Ramos, sempre agradeço a oportunidade de estar com essas pessoas, que acredita em meu trabalho fazendo com que tudo aconteça de forma simples e divertida.

Somos tantos e ao mesmo tempo um, somos um que fazemos tanto e tantos seremos se pensarmos em uma ação coletiva.



Prof. Hélio Ramos de Oliveira

quarta-feira, 20 de novembro de 2013


SARAU COLEÇÃO DE ALMAS – 2013

EE ANECONDES ALVES FERREIRA – DIADEMA- SP

É com muita felicidade que faço em minhas aulas de ciências, um Sarau de poesias, musica e leituras, minha pretensão é conhecer e fazer conhecer os sabores, os amores, as tristezas e tudo que compreendemos em nossa existência, veem nos alunos uma fonte inesgotável de inspiração, tantas almas nesta linda coleção fizeram uma colagem e tantos em minha volta, dando suas opiniões querendo se apropriar, e eu dizendo que teriam cada qual fazer o seu, que este era do sarau, sendo assim de tantos outros. Percebo a ânsia de querer fazer a partir dos exemplos, lemos as poesias cantei e cantemos as canções, sorrimos aplaudimos todas as formas de intervenções estão livres em um sarau de colecionar pregamos o mural vimos e comentamos discutimos e não concordamos, aceitamos as intervenções foi magico, pois éramos tantas almas em uma comunhão, ainda esta acontecendo e para a sempre ira acontecer escrevemos o que sentimos poetizamos os corações em um sarau de poesias a minha ciência é criação, vejo atentos, ouço e vibro, emociono-me e com os olhos marejados meu aplauso à perfeição, tantos escritos e tantos ditos.
Quem é que vai nos corrigir?
“Cada alma tem seu karma não convém à correção não há erro quando tratamos de emoção”.
Hélio Ramos de Oliveira

Nestes dias estamos lendo e cantando as canções:
A maça – Raul Seixas
Será – Legião Urbana
Você é linda – Caetano Veloso
Capim guiné – Raul Seixas
Eu vejo flores em você – Ira!
Tédio – Biquíni Cavadão
Flores – Titãs
Eduardo e Monica – Legião Urbana
Faroeste Caboclo – Legião Urbana
Medo da chuva – Raul Seixas
Maluco beleza – Raul seixas
Fizemos a leitura e cantamos na sala de aula, foi muito bom ver a curiosidade de tantos em querer saber mais.
Amanhã continuará e terminará, o ano cantando musicas, escrevendo sonhos e colecionando almas para nosso sarau.



Prof. Hélio Ramos e todos seus alunos por onde passei.

sábado, 16 de novembro de 2013



PRATICANDO A INCLUSÃO DAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO
UTILIZAÇÃO DE “SMARTPHONE NA SALA DE AULA”.
CONECTANDO AS REDES DO CONHECIMENTO


Se tu o desejas, podes voar, só tens de confiar muito em ti.
Steve Jobs

CEU-EMEF – Alvarenga, segundo semestre do ano letivo de 2013, turmas do ensino fundamental 8º e 9º ano na disciplina de ciências, após um semestre onde poucos entregaram suas atividades escritas, tomamos a decisão de utilizar os “smartphones” tão populares em sala de aula como ferramenta para a pesquisa e a pratica de ciências.
A proposta consiste em fotografar as paginas do livro, utilizar o editor de texto, produzir vídeos sobre os experimentos, ensaios entre outros, utilizar as imagens obtidas no cotidiano como aplicação dos conhecimentos científicos, perceber que as tecnologias possibilitam encurtar o caminho da aprendizagem de forma interativa e em loco.

Pensar globalmente atuar localmente
John Lennon

T.I = Tecnologia da informação, esta é a ferramenta utilizada para tornar as aulas mais interessantes e contemporâneas, incluir essa tecnologia nas aulas com os recursos dos próprios alunos, foi um grande desafio que valeu apena ao ver o resultado obtido, em percentual de entrega dos trabalhos, integração dos indivíduos, coletividade, inclusão de possibilidades, intervenções feitas, aprendizagem dos recursos possíveis, entendimento das explicações por diversas formas do pensar e isso foi integralmente absorvido e entendido. Criar um ambiente de soluções intervencionista, uma rede de informações que existe e deve ser utilizada a favor da humanidade.

Os trabalhos de inúmeras formas de apresentação, em suas formatações, grupos compartilhamento, individual, comentado, postado em blog e redes sociais, auxiliam no fortalecimento da autoestima de todos os entes envolvidos de forma direta ou indireta, promovendo a inclusão de todos neste ambiente que sabendo utilizar em favor da educação facilita as relações em sala de aula.

Na mostra cultural no CEU-EMEF – Alvarenga, foi notório o interesse pelo assunto, havia na sala notebooks em mesas duplas, com um aluno para cada mesa, onde foi possível explicar para os interessados como foi à proposta e também como foi utilizado os “smartphones”, foi compensador ver a quantidade de pessoas que passaram de mesa em mesa perguntando e assistindo na integra as apresentações. Criou uma certeza para os alunos que expuseram seus trabalhos e inovaram trazendo um “Playstation 2”, que também pode ser utilizado para as aulas, isso foi inovador para a proposta.

                  "Você pode encarar um erro como uma besteira a ser 
esquecida, ou como um resultado que aponta uma
                                                        nova direção".
Steve Jobs

Acredito que esta pratica foi muito favorável, para desenvolver e praticar ciência, dentro de um ambiente que favorece o pensar, agir, intervir, incluir e formar um indivíduo crítico e autônomo.
Agradeço a todos os alunos, seus familiares e o grupo de professores que auxiliaram no desenvolver desta proposta e a gestão que sempre deu apoio às ideias deste professor.



Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão
                                               uma gota de água no mar.
                                  Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota.
Madre Teresa de Calcuta



Prof. Hélio Ramos de Oliveira